Desejo, motivação, inspiração e fome!

Por Fabiana Santos (fabiana@fabianasantos.com.br)

A motivação (para tudo na vida!) vem sempre de um desejo. Você já prestou atenção no quanto nos sentimos vivos quando queremos alguma coisa de verdade? E por que será que, quando não conseguimos logo o que desejamos ou quando fica difícil demais, essa sensação boa vai embora? Afinal, é bom desejar?

Como é que você lida com o desejo? Eu vou explicar a minha pergunta, mas para isso preciso contar uma historinha trivial que me aconteceu hoje… Você sabe, desses acontecimentos banais é que a gente pode tirar as lições mais profundas…

Hoje eu estava indo encontrar uma amiga para almoçarmos juntas num restaurante que nós duas gostamos. Como é domingo, decidimos marcar um pouquinho mais tarde. Enquanto dirigia até o restaurante combinado, percebi que estava com bastante fome. Já tinha um tempão que havia tomado o café da manhã.

Fiquei feliz com aquela sensação no meu estômago. Que desperdício seria ir para um lugar onde a comida é tão gostosa e estar sem fome… Gostei muito daquela fome, de estar com fome! Que delícia é sentir fome quando sabemos que estamos a poucos minutos de comer muito bem! E ainda desfrutar de uma excelente companhia. Tudo certo! Eu estava grata por estar com fome. A fome tornou tudo mais interessante!

Mas essa minha felicidade antecipada, que a fome me trazia, também provocou algumas reflexões. O que é a fome? A fome é uma manifestação de um desejo físico. É maravilhoso desejar quando você sabe que o seu desejo logo será atendido. Estar com fome, ou com desejo, estava contribuindo para tornar a minha expectativa para a tarde muito mais agradável. Eu já imaginava o que comeria, como teria um prazer extra (por causa da fome) ao saborear o prato escolhido.

Porém, não pude deixar de pensar: como será que eu lidaria com essa mesma fome se eu soubesse que a comida iria demorar? E se eu tivesse ainda que comprar os ingredientes e cozinhar? E se eu não tivesse o que comer nas próximas horas? E se eu não soubesse quando iria comer de novo? Talvez eu ficasse bem irritada, talvez desanimasse, talvez reclamasse do próprio desejo.

Não sei se você está percebendo onde estou querendo chegar. Quero chegar na pergunta que lhe fiz lá em cima: Como é que você lida com o desejo? Como é que você lida com os seus desejos mais complexos como encontrar um novo amor, passar em um concurso, fazer uma viagem cara e demorada, ganhar mais, ser reconhecido no seu trabalho… Como?

Provavelmente esses são desejos mais difíceis de serem atendidos ou que vão demorar para acontecer. Esses desejos vão requerer trabalho (ação) e tempo (paciência e persistência). E aí? Será que você vai ficar feliz antecipando a satisfação que virá? Será que você vai curtir o desejo e aproveitar a motivação que ele representa?

Desejo e motivação são amantes, ou farinha do mesmo saco, se quiser ser menos poético. A motivação é o motivo para agir. A motivação vem do desejo, vem da antecipação do desejo satisfeito, do prazer que virá com essa satisfação.

Quando você está desmotivado, há uma desconexão com o seu desejo e com o prazer que ele pode antecipar. Ele deixou de ser um estímulo e passou a ser um incômodo. E, dependendo do caso, o incômodo pode durar meses, talvez anos. O cerne do problema é que você não tem certeza se vai conseguir satisfazer o seu desejo e quanto tempo vai demorar até lá. Ou pode ser que você até saiba, mas está infeliz por ter que esperar ou pelo esforço que vai empreender.

Então, a grande questão em se manter motivado é conseguir curtir o desejo e a antecipação de prazer que decorre dele durante o tempo (e o esforço nesse tempo, se for o caso) necessário para satisfazê-lo e mesmo sem saber se ele será satisfeito … É isso? Sim, esse é o ponto! A impaciência e a incerteza destroem a sua motivação.

Você pode estar intrigado: “mas não tenho mesmo como saber se vou atingir o que eu quero.” E eu respondo: decida-se a não se importar com isso! Porque, no fim das contas, você pode se decidir a acreditar que vai alcançar o que quer. Ou a acreditar que não vai. E essa decisão, que é emocional, vai impactar os seus resultados. Nenhum ser humano gosta de perder tempo ou energia com o que pode não acontecer! Como você não sabe, que tal apostar que sim?

Não importa se decidiu certo ou errado. Importa se a decisão permite que você esteja motivado para seguir em frente e fazer o que é preciso para conseguir o que quer. Importa se você está curtindo o desejo, porque, se você estiver, suas chances de satisfazê-lo vão aumentar muito!

Além do mais, respeite o seu desejo. As pessoas possuem desejos diferentes. Respeite os seus! A nossa mente foi feita de forma a desejar apenas o que é possível alcançarmos. Preste atenção, como é que a humanidade poderia ter desejado um carro em 1600? A mente humana ainda não achava que era possível, sequer imaginava algo como um carro. Foi só a partir da máquina a vapor que percebemos que um automóvel seria um feito possível. E então alguém desejou. E o primeiro carro foi fabricado.

E o meu desejo na tarde de hoje? Não comentei, mas o desejo é também amante da inspiração! Ah…! A inspiração! Melhor do que sentir um impulso forte, que você não consegue explicar exatamente de onde vem, de criar ou de fazer algo, é deixar-se seguir esse impulso e permitir-se a entrega ao desejo! Eu desejei compartilhar com você essa minha experiência comum e a reflexão incomum que ela gerou.

Depois de um período de alguns meses de trabalho intenso e de um descanso quase pleno, finalmente voltei a me sentir inspirada para escrever de novo. Obrigada, desejo!

_____________________________________________

Ei! Quero saber o que você achou do artigo! Deixe os seus comentários abaixo! Obrigada!

38 thoughts on “Desejo, motivação, inspiração e fome!”

  1. EU ACHEI SHOW DE BOLA FEZ COM Q EU REFLETICE SOBRE ALGUNS DESEJOS Q TENHO PARA SER REALIZADO E Q EU ACHAVA IMPOSIVEL MAS COM ESTE ARTIGO ME REFRESCOU A MENTE

  2. Fabiana,
    Parabéns pela clareza de sua explicação. Você detalhou o que muitos místicos tentam explicar que “o importante nao é alcançar o seu desejo, mas sim o caminho trilhado: o objetivo passa o caminho passou a ser parte de você”.

  3. Boa noite! Me identifiquei muito com seu texto, principalmente nessa parte “A impaciência e a incerteza destroem a sua motivação”. Sou muito anciosa e impaciente.

    Parabéns por seu trabalho.

  4. Bom dia!
    Maravilhoso seu texto!! Também me identifiquei em vários trechos.Muito bom! Parabéns!!!

  5. Adorei suas palavras Fabi precisava dessa motivacao em minha vida, poid tenho que ter fome. Não adiantar ter comida de sobra, se não tiver o desejo da fome.

  6. Oi Fabiana! Fiquei 1 mês sem estudar, perdi totalmente a crença de que eu poderia passar, parei de trabalhar há 2 anos, p continuar estudando, mas depois disso fiz 3 provas, e não consegui me classificar. O último foi p o TJ RJ, apostei muito nele, mas sei q cometi alguns erros, poderia ter estudado mais, e na hora da prova tbm fiquei com um pouco de pânico. Fui no fundo do poço…hoje estou tentando voltar…obrigada por disponibilizar materiais gratuitos p gente, esse texto me ajudou muito. Obrigada!!!

  7. Sua explicação foi maravilhosa,adorei ,me identifiquei muito com ela no sentido de não dar sequencia aos meus desejos por não dar a ele o devido valor e desanimar no meio do caminho.Obrigada por dar maior esclarecimento a esse respeito.

  8. Lindo texto! Obrigada por compartilhar sua experiência e seus pensamentos. Manter-me motivada é uma tarefa árdua que ainda estou tentando.

  9. Quando o desejo é o objetivo de vida, nada pode desanima-lo, sempre tem que procurar fazer o melhor a cada dia.

  10. lindo,inspirador,adorei e pode apostar que um desejo muito profundo surgiu aqui dentro de mim……………………obrigado!

  11. Motivação, desejo, inspiração e fome de conhecimento! É bom estar motivado para prestar um concurso e passar, fazer uma prova e tirar aquela nota legal, sentir desejo por algo ou alguém, ter uma inspiração também é importante mas ter fome de conhecimento…ah…isso não pode faltar para o ser humano se sentir útil, completo, valorizado, com a sua auto estima lá no alto…porque todos nós somos capazes de aprender, e isso é mágico!

  12. Maravilho o texto! Sabia que terminaria essa leitura muito mais inspirada! Eu desejo que você continue a escrever textos tão maravilhosos quanto este. Parabéns!

  13. Boa tarde Fabiana!
    Adorei o texto e depois de ler e meditar em sua pergunta
    “como é que voce lida com o desejo?” conclui que lido com os meus desejos na base de “vida ou morte”; ou consigo o que quero logo ou desisto de tudo e reclamo baldes da vida e acho que o mundo acabou.Agora vejo que não é necessário me sentir desse jeito. Obrigado pelo texto e pela clareza das idéias expostas, um abraço

  14. Fabiana, boa tarde!

    Você é uma pessoa iluminada por Deus, os seus textos nos anima, nos motiva, quando estamos desanimadas, impacientes, desmotivadas, obrigada por sua generosidade de compartilhar suas reflexões, que nos fazem acreditar em nossos sonhos.

    Que Deus te abençoe!

  15. Muito bom, Fabiana.
    Seu texto mostra que todos podemos saciar nossa fome de sucesso com um bom prato de motivação…

  16. Ualll,ta aí mais uma receita motivacional,e que fome de vencer estou neste momento! E que desejo bom,de querer aprender.aprendi muito com este artigo. Que bom,ja estava com saudades.
    Até logo Fabi…

  17. Boa tarde, Fabiana,
    É muito difícil manter o desejo de alcançar um objetivo quando se passa por fases pessoais difíceis. E digo mais, essas fases difíceis nem são minhas, mas me afetam diretamente pois não tenho como me afastar delas. Às vezes penso que a filosofia budista que prega o não desejar ou o não criar expectativas seja a mais viável… Mas logo, em um momento seguinte me lembro que o desejo é o que faz a Vida acontecer… Não conheço ninguém que tenha conquistado nada em sua Vida se não fosse por desejo de alcançar… Por isso procuro me manter firme, mas sei que muitas vezes esmoreço…

  18. Prezada Fabiana, excelente artigo, digno de quem realmente está inspirada. Muito obrigado pela atenção e pelo artigo.
    Paulo César.

  19. Oi Fabiana, que prazer ler seu artigo! Assim eu nao sou a unica que gosto escrever, né? Concordo totalmente com você que o desejo é a força maior para a gente achar o coragem e a motivaçao necessaria para realizar os nossos sonhos e cuprir a nossa missao nesse mundo!

  20. Olá! Fabiana, mas um texto que nos trás a reflexões sobre nossos desejos e conquistas.
    Legal, poder pensar como fazer as coisas do modo certo.
    Obrigado!!!
    Abraços
    Marcos Rocha

  21. Olá Fabiana.

    Seu artigo em si já é muito inspirador, nos ensina a seguir e a se deixar inspirar e curtir o desejo. Nesta correria da preparação pra concursos, às vezes não paramos para este tipo simples, mas profundo de reflexão e que nos ajuda a levar as coisas adiante.
    Obrigado pelo apoio e como você mesma diz: “seja feliz agora”

  22. Fabiana!
    Cada texto de leio me torno mais inspirado para alcançar meu estado de graça( equilíbrio emocional, espiritual e físico).Hoje consigo entender o quanto a simplicidade e os detalhes são necessário para almejar algo que queremos.
    Muito Grato

Comments are closed.